Público do jogo entre Brasil e Uruguai precisa ter tomado duas doses da vacina contra Covid-19

Público do jogo entre Brasil e Uruguai precisa ter tomado duas doses da vacina contra Covid-19

Público do jogo entre Brasil e Uruguai precisa ter tomado duas doses da vacina contra Covid-19

Anúncios

O Governo do Amazonas anunciou, na manhã desta quarta-feira, (22), que o público que estará presente no jogo entre Brasil e Uruguai, na Arena da Amazônia no próximo dia 14 de outubro, precisa estar com as duas doses da vacina contra a Covid-19 em dias. A informação foi passada pelo próprio governador do Estado, Wilson Lima (PSC), durante coletiva de imprensa para atualização de ações de enfrentamento à Covid-19, realizada no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

“Tive reuniões essa semana com a CBF e toda a minha equipe para fazer algumas definições. O público que estará na Arena para assistir esse jogo será de 12 mil pessoas, sendo oito mil pagantes e quatro mil convidados e homenageados. Essa é a primeira eliminatória da Seleção Brasileira após a pandemia que haverá público, portanto é um momento muito significativo para o Amazonas, sobretudo pela dificuldade que nós passamos com o pico da pandemia. Isso vai ser um marco para o Estado e também servirá de parâmetro para a realização de outros eventos. Os participantes desse evento terão que ter tomado as duas doses da vacina”, informou o governador Wilson Lima.

Outro ponto destacado pelo governador é a estrutura que será montada para a cobertura da partida, que contará com parceria entre Prefeitura de Manaus, Governo Federal e Exército Brasileiro.

No dia do jogo, quatro entradas estarão disponíveis para os torcedores na Arena e a estrutura de monitoramento e segurança deve ser mesma usada na Copa do Mundo de 2014, na qual Manaus recebeu quatro jogos.

“Apesar de ser um evento particular é importante a presença do Estado até por conta do cenário de Covid que a gente vive. Por isso, a gente vai montar uma estrutura de segurança pública, segurança sanitária e uma estrutura de trânsito para controlar a entrada na Arena da Amazônia. Inclusive, estamos estudando a possibilidade de colocar pelo menos quatro entradas na Arena para que a gente evite ao máximo aglomerações”, destacou o chefe do Executivo Estadual.

Deixe um comentário