Ranking dos políticos aponta Capitão Alberto Neto e Átila Lins como os melhores parlamentares do AM
Para a apuração, foram avaliados os dados sobre presenças nas sessões, economia de verbas, processos judiciais e votações dos parlamentares nas decisões mais importantes do Congresso (Reprodução/ Internet)

Ranking dos políticos aponta Capitão Alberto Neto e Átila Lins como os melhores parlamentares do AM

Ranking dos políticos aponta Capitão Alberto Neto e Átila Lins como os melhores parlamentares do AM

Anúncios

O ranking dos políticos traz uma novidade este ano, Capitão Alberto Neto do Republicanos, e Átila Lins do Partido Progressista, aparecem com melhor pontuação, ficando empatados como melhores políticos do Amazonas entre os onze parlamentares do Estado. Segundo o ranking, Omar Aziz (PSD), e Sidney Leite (PSD) estão entre os piores, com uma pontuação bastante baixa.

O deputado Átila Lins e o Capitão Alberto Neto aparecem com 7,57 pontos, ambos. Seguidos de Marcelo Ramos (PL), com 7,31 pontos; Delegado Pablo (PSL), com 6,91; Silas Câmara (Republicanos), 6,52; Bosco Saraiva (Solidariedade), 6,40; Eduardo Braga (MDB), 6,02; Plínio Valério (PSDB), 5,70; Omar Aziz (PSD), 4,90; Sidney Leite 4,89 e José Ricardo (PT), 2,80.7

Ranking dos Políticos do Amazonas 2021 (Reprodução)

Átila Lins e Alberto Neto aparecem empatados na posição de número 41 entre os 594 parlamentares do Congresso Nacional. O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) lidera o Ranking dos Políticos; Marcos do Val (Podemos-ES) aparece em segundo e Daniel Trzeciak (PSDB-RS) figura na terceira colocação.

O ranking avalia senadores e deputados federais em exercício, classificando-os do melhor para o pior, de acordo com os critérios que estabelecemos: combate aos privilégios, desperdício e corrupção no poder público. Não somos isentos de ideologia e nosso critério não é absoluto. Esse projeto foi criado por pessoas comuns, sem ligação com nenhum partido político ou grupo de interesse.

Para a apuração, foram avaliados os dados sobre presenças nas sessões, economia de verbas, processos judiciais e votações dos parlamentares nas decisões mais importantes do Congresso.

Deixe um comentário