Você está visualizando atualmente Setor da pesquisa do Amazonas ganha reforço com novo núcleo de produção científica da Segeam

Setor da pesquisa do Amazonas ganha reforço com novo núcleo de produção científica da Segeam

Setor da pesquisa do Amazonas ganha reforço com novo núcleo de produção científica da Segeam

Referência na prestação de serviços de saúde no estado, a Associação Segeam (Sustentabilidade, Empreendedorismo e Gestão em Saúde do Amazonas) passou a contar, este ano, com um departamento próprio, em sua estrutura organizacional, para o estímulo à produção científica.

O Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento (NP&D) visa fortalecer o setor na região, dando mais notoriedade a pesquisadores do Norte, por meio de acordos de cooperação técnica com centros de ensino superior e outros parceiros, para a análise de indicadores gerados a partir dos programas e projetos geridos pela instituição, explica a gerente do núcleo, Dra. Maria Luiza Meleiro.

Presente em 32 unidades assistenciais e de acolhimento do Amazonas, a Segeam é, hoje, a principal prestadora de serviços de enfermagem ao Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado. Com supervisores e profissionais na linha de frente em hospitais de urgência e emergência, além de unidades de referência em ginecologia e obstetrícia, a Associação conta com vasta rede de informações que pode contribuir com a geração de conteúdo científico e auxiliar, no futuro, na construção de novas políticas públicas que beneficiem diretamente a população, considerando seu perfil epidemiológico e outras peculiaridades.

Luiza Meleiro explica que o NP&D iniciou suas atividades em fevereiro de 2023, organizado em torno do Comitê de Pesquisa da Associação Segeam, composto por dez membros. São três as áreas temáticas, inicialmente: gestão organizacional e estratégica; atenção à saúde e inovação tecnológica em saúde, com grupos de pesquisa liderados por membros do Comitê. Dentre eles, estão duas doutoras e quatro mestres.

Política de pesquisa

A Política de Pesquisa da Segeam, construída de forma colaborativa, visa estimular o desenvolvimento da produção científica, de acordo com as necessidades identificadas entre os programas e projetos da Associação, além de favorecer a formação de recursos humanos orientados para a produção científica e contribuir para a promoção, criação e consolidação de grupos de pesquisa, com a participação de colaboradores e de parceiros externos. Também prevê a criação de instrumentos de cooperação com universidades, institutos, organizações e outros núcleos ou grupos de pesquisa, com vistas a incentivar colaborações científicas.

“Também fazem parte da lista de objetivos do NP&D o aprimoramento dos processos e práticas executadas pela Segeam, seguindo as recomendações das acreditadoras e a divulgação de resultados ao público interno e externo, para a comunidade científica nacional e internacional”, destaca a doutora Luiza Meleiro.

Ela explica que a pesquisa científica tem o potencial de elucidar fatores relacionados aos processos e práticas em saúde, considerada a diversidade de atuação da Associação e os desafios encontrados no processo assistencial.

“No âmbito local, a partir dos resultados, será possível contribuir com o aperfeiçoamento dos padrões de documentação, dos protocolos e de outras tecnologias já aplicadas, como as já padronizadas no processo de acolhimento e assistência. A consolidação do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento propõe intensificar ações que visem a integração entre a produção científica, o desenvolvimento pessoal e a prática profissional dos nossos colaboradores, com o intuito de aprimorar globalmente a prestação dos nossos serviços”.

*Protocolos terapêuticos *

A criação, atualização e implantação de protocolos terapêuticos, têm sido parte do trabalho executado pela Segeam, ao longo dos últimos anos, no Amazonas, mesmo antes da consolidação do NP&D.

Com forte atuação em áreas como a enfermagem, a Associação fortaleceu seu corpo clínico, trabalhando, por exemplo, em períodos críticos, como o da pandemia da Covid-19, que afetou de forma mais expressiva, a população do Estado, durante seus picos.

Agora, segundo Luiza Meleiro, a tendência é que esse trabalho e a expertise fruto dele, sejam compartilhados com a comunidade científica, promovendo a troca de experiências e subsidiando novos esforços para o fortalecimento da saúde nos mais diferentes setores.

“Acreditamos que os indicadores gerados desde antes da criação do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento, poderão contribuir ainda mais com a sistematização do conhecimento dos desafios em saúde e que isso sirva de parâmetro para novas iniciativas”, frisou.

Certificações

Luíza Meleiro explica que as acreditações conquistadas pela Segeam, em 2022, ajudarão, através de diretrizes, a nortear o trabalho executado pelo NP&D.

A Associação recebeu, em 2022, a certificação Qmentum Internacional, concedida pela Quality Global Alliance (QGA) e certificada pelo Accreditation Canada International, presente em mais de 30 países. Foi a primeira Associação do país a receber a acreditação, voltada a um modelo de excelência com padrões globais, pautado na alta performance em qualidade e segurança em saúde.

A certificação é resultado da avaliação dos serviços prestados pela Segeam, a partir do Programa Pé Diabético, ofertado no âmbito do SUS, há nove anos, em quatro policlínicas estaduais de Manaus, e gerido pela Associação.

A instituição também é certificada pela Qmentum Internacional, com a ‘Certificação por distinção de serviços’, concedida pelo Instituto Qualisa de Gestão (IQG), com sede em São Paulo (SP), e que atua há mais de 25 anos em processos voltados à melhoria da qualidade e segurança no setor.

Fotos: Divulgação Segeam

Deixe um comentário