Você está visualizando atualmente Silas Câmara diz que Bolsonaro se equivocou ao chamar jornalistas de “raça em extinção”

Silas Câmara diz que Bolsonaro se equivocou ao chamar jornalistas de “raça em extinção”

Silas Câmara diz que Bolsonaro se equivocou ao chamar jornalistas de “raça em extinção”

Nesta segunda-feira (6) o presidente Jair Bolsonaro, voltou a alfinetar os jornalistas, desta vez, referiu-se aos jornalistas como uma “raça em extinção” e disse que quem lê jornais está “desinformado”.

“Vocês são uma espécie em extinção. Eu acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao Ibama. Vocês são uma raça em extinção”, ironizou o presidente no encontro diário com profissionais da imprensa do lado de fora do Palácio da Alvorada.

O líder da bancada evangélica na Câmara, deputado federal, Silas Câmara (Republicanos), disse que o presidente cometeu um equívoco.

“Acho que houve um equívoco na fala, pois não existe imprensa e nem respeito à liberdade de expressão, sem o trabalho meritório e dedicado dos bons e honestos jornalistas do Brasil e do Planeta”, ressaltou Silas, que se formou em jornalismo em 2017.

O presidente atacou em particular uma matéria do portal UOL, segundo o qual Bolsonaro usou recursos de um fundo público eleitoral em sua última reeleição à Câmara dos Deputados, em 2014. Bolsonaro referiu-se à matéria como uma “imbecilidade”, argumentando que continha informações erradas.

“Quem não lê jornal não está informado. E quem lê está desinformado. Tem de mudar isso”, insistiu o presidente.

No encontro com simpatizantes às portas da residência oficial, Bolsonaro lembrou de ter cancelado as assinaturas de jornais e revistas do Palácio do Planalto.

“Quem quiser que vá comprar porque envenena a gente ler jornal”, acrescentou.

O vice-presidente do Sindicato dos jornalistas profissionais do Estado do Amazonas (SJPAM), jornalista Arnoldo Santos, disse que a declaração do presidente é típica de pessoas com conteúdo intelectual baixo.

“É mais um ataque deste senhor a uma categoria que lhe é crítica. Faz parte do seu discurso diário. Tentar diminuir a importância do profissional de jornalismo quando se depara com questões das quais não consegue fugir e nem responder. Prática típica dos pouco preparados e de conteúdo intelectual baixo”, finalizou Arnoldo.

Deixe um comentário