Tratamento de ex-deputado Sabino após AVC custou à Câmara R$ 3,2 milhões

Tratamento de ex-deputado Sabino após AVC custou à Câmara R$ 3,2 milhões

Em uma matéria publicada pelo Estadão, na manhã de hoje (5), o jornal mostra valores gastos em tratamentos de saúde por parlamentares da Câmara dos Deputados, com destaque a um montante de R$ 3,2 milhões reembolsados somente pelo ex-deputado Sabino Castelo Branco (PTB-AM), e outros R$ 157 mil para o tratamento odontológico realizado pelo Pastor Marcos Feliciano (Podemos-SP).

Anúncios

O ex-deputado federal, Sabino, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) em 2017, e ficou um longo período internado no Hospital Sírio Libanês. O reembolso feito à Sabino, destacado pelo Estadão, corresponde a cerca de 40% dos R$ 8 milhões gastos pela Câmara em 2018 com os parlamentares da Casa.

A outra despesa destacada pelo jornal, faz referência ao tratamento odontológico que o Pastor Feliciano realizou, no valor de R$ 157 mil. O valor gasto pelo deputado foi aprovado pela mesa diretora, após o pedido de reembolso ser negado em abril deste ano, quando posteriormente ele recorreu da decisão e teve o pedido aprovado.

O contrato de plano de saúde oferecido aos deputados é uma das despesas fixas mais altas da Câmara. Foi assinado em 2017 e custa ao parlamento o total de R$ 445 milhões por dois anos de vigência.
Os parlamentes podem solicitar o reembolso com tratamentos particulares por meio de apresentação de notas fiscais.

Deixe um comentário