TRE julga registro de candidatura de Adail Filho

TRE julga registro de candidatura de Adail Filho

TRE julga registro de candidatura de Adail Filho

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) pautou para próxima quinta-feira (3) o julgamento do processo de inelegibilidade do atual prefeito de Coari, Adail Filho (PP), reeleito para o segundo mandato no município.

A denúncia tem como base o artigo  5º da Constituição Federal, que proíbe o acúmulo de três mandatos consecutivos por um mesmo grupo familiar, Adail filho não pode exercer o cargo no qual foi reeleito, devido membros familiar como seu pai Adail pinheiro prefeito em (2014).

O processo movido pelo bacharel Raione Cabral e o segundo colocado nas eleições do município Robson Tiradentes (PSC), aponta que ex-prefeito Adail Pinheiro, eleito em 2012, mesmo após o afastamento do cargo em fevereiro de 2014, por conta da comprovação de crimes de abuso sexual de crianças e adolescentes e fraudes em licitações, configurou um mandato durante o período em que atuou como prefeito.

Com a condenação do pai, Adail Filho foi eleito prefeito de Coari nas eleições de 2016 e agora, novamente deve assumir o cargo no quadriênio 2021-2024. A Constituição Federal proíbe que um mesmo grupo familiar some mais de dois mandatos maioritários consecutivos.

“Adailzinho” encontra-se afastado da prefeitura do município desde o dia 18 deste mês, segundo ele, para tratar de problemas de saúde. Entretanto, deve reassumir o cargo para próximo mandato que inicia no dia 1° de janeiro. O processo de inelegibilidade  tem como relator o Desembargador Eleitoral Marco Antonio Pinto da Costa e será on-line.

*Com dados do Laranjeiras News

Deixe um comentário