TSE torna Adail Filho Inelegível e Robson Tiradentes afirma que a justiça fez seu papel

TSE torna Adail Filho Inelegível e Robson Tiradentes afirma que a justiça fez seu papel

TSE torna Adail Filho Inelegível e Robson Tiradentes afirma que a justiça fez seu papel

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) considerou por maioria de votos que o prefeito eleito nas últimas eleições no município de Coari, Adail Filho, estava inelegível. O radialista e segundo colocado nas eleições municipais de 2020, Robson Tiradentes Jr. comentou, nesta quinta-feira (7), em sua rede social, que a justiça proporcionou uma nova chance à população coariense.

Anúncios

“A justiça fez o seu papel reconhecendo a inegibilidade. O julgamento do TSE abriu portas para que o povo sofrido de Coari tenha a oportunidade de conhecer candidatos com propostas concretas para mudar a triste realidade de cerca de 90 mil pessoas. As próximas eleições serão decisivas para o início de uma era de prosperidade ou a manutenção do atraso que impera há décadas no município”, pontuou Robson Tiradentes Jr.

O advogado do radialista, Raione Cabral Queiroz, acompanhou de perto as etapas do processo a fim de que os prazos legais fossem cumpridos de forma que não fosse protelado o tempo de permanência da prefeita interina, Dulce Menezes (MDB).

Segundo Robson, mesmo a presidente da Câmara de Coari, Dulce Menezes, que é tia de Adail, ter assumido a prefeitura nada mudou na cidade.

“A vereadora Dulce é tia de Adail Filho e continua seguindo as ordens e comportamentos nocivos da família Pinheiro. Tanto é assim que está sendo acusada de nepotismo por empregar diversos parentes na prefeitura. Chegou o momento de acabar com este ciclo de sucessivas administrações que não pensam no povo”, enfatizou o político do PSC.

Vale lembrar que em 2020, Robson participou pela primeira vez de um pleito pelo Partido Social Cristão (PSC). A época, o radialista e empresário Robson Tiradentes Jr ficou em segundo lugar na disputa pela prefeitura de Coari.

Deixe um comentário