Vereador Chico Preto diz ‘A política de deslealdade precisa de um basta’

Vereador Chico Preto diz ‘A política de deslealdade precisa de um basta’

Vereador Chico Preto diz ‘A política de deslealdade precisa de um basta’

O vereador Chico Preto (PMN) subiu à tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM) nesta segunda-feira (20), para criticar a atuação do Centrão – bloco multipartidário composto pela maioria dos parlamentares da Câmara Federal – nas pautas de relevância para o país como a Reforma da Previdência, Pacote Anticrime e a Medida Provisória 870, que reestrutura a administração do Poder Executivo.

Anúncios

O parlamentar afirmou que, nitidamente, o Centrão impõe obstáculos ao governo com o intuito de pressionar o presidente Jair Bolsonaro a ceder ao que chamou de “política de deslealdade”, que tem como escopo tornar a relação do executivo com o legislativo uma banca de negociação.

“No âmbito do Congresso Nacional criou-se essa figura esdrúxula que se chama Centrão, que tem buscado por todos os meios possíveis trazer o Poder Executivo para a famosa banca de negociação, a troca de cargos, a troca de indicação política, o famoso toma lá dá cá. E essa é a política feita com deslealdade. O Centrão quer emperrar o necessário caminhar da nação brasileira”, disse.

Chico Preto se disse perplexo com a entrevista do ex-presidente José Sarney ao Jornal Correio Brasiliense, onde afirmou que Bolsonaro precisa se adaptar aos ritos do processo político.

“Em outras palavras, o José Sarney está tentando dizer ao Bolsonaro que ele tem que dar o que o Centrão pede. Essa é a política feita com deslealdade e ela precisa de um basta”, destacou.

Adesão ao movimento

O vereador Chico Preto, ressaltou, ainda, que aderiu ao movimento do dia 26 de maio – em apoio ao presidente Bolsonaro e pautas em tramitação no congresso – por uma questão de patriotismo.

“Não se trata de apoio ao Bolsonaro. Se trata de apoio à nação brasileira”, concluiu.

Leia mais AQUI!

Deixe um comentário