Vereador precisa voltar ao mesmo nível do cidadão, afirma cientista político

Vereador precisa voltar ao mesmo nível do cidadão, afirma cientista político

Vereador precisa voltar ao mesmo nível do cidadão, afirma cientista político

O cientista político e pré-candidato ao cargo de vereador, Jack Serafim, falou em entrevista à Tv Maskate, nesta quinta-feira(30), sobre as mudanças iminentes que devem acontecer no Legislativo esse ano.

Anúncios

Para Serafim, a pandemia evidenciou diversos problemas entre eles: a falta de gestão e fiscalização na saúde. A responsabilidade dos serviços não é apenas do Poder Executivo, no caso governadores e prefeitos, mas também do Legislativo – deputados e vereadores – que deve cobrar melhorias para população.

“Muitas pessoas acreditam que o problema sempre está no governador ou no prefeito. Eles têm sim a responsabilidade pela execução disso. Mas principalmente está no outro poder que é o Legislativo. O Legislativo é que tem a responsabilidade de fiscalizar. E no instante que você, por exemplo, procurou um serviço de saúde e não encontrou é porque alguém não fez o seu trabalho”, explicou.

Se direcionando ao Legislativo municipal, o cientista pontuou que os vereadores não são “uma casta” e revelou o motivo pelo qual decidiu disputar uma vaga na Câmara Municipal.

“A mudança quando chega, ela é imparável. E esse sentimento está vivo no coração das pessoas. Esse vai ser um ano em que a Câmara certamente vai ter uma mudança histórica. A minha entrada nesse processo vem no sentido de estabelecer um equilíbrio que o vereador volte ao mesmo nível do cidadão e realmente esteja lá para representar o interesse da coletividade”, disse.

Ainda segundo o cientista, a população precisa entender como funciona o processo político, buscar informações para exigir candidatos mais qualificados e que de fato atendam a necessidade da maioria.

“Eu acredito que a informação vai trazer a grande revolução, a resposta para o que nós precisamos como sociedade não está em um candidato político, não está em uma pessoa, está na população. Quando o povo realmente entender a força que tem e o poder que tem e como funciona essa estrutura, vai exigir candidatos mais preparados, mais qualificados e com isso teremos cidades e estados bem melhores”, declarou.

Deixe um comentário