You are currently viewing Virgílio provoca Aziz: ‘Ele só não me processa quando eu o chamo de ladrão’

Virgílio provoca Aziz: ‘Ele só não me processa quando eu o chamo de ladrão’

Virgílio provoca Aziz: ‘Ele só não me processa quando eu o chamo de ladrão’

O juiz Renato Coelho Borelli, da 15ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, rejeitou um pedido do ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto para arquivar a queixa-crime apresentada contra ele pelo senador Omar Aziz (PSD-AM) por calúnia e difamação.

Anúncios

Ambos são pré-candidatos ao Senado nesse ano — só há uma vaga em disputa.

Arthur disse que vai recorrer da decisão do juiz de primeira instância.

“O Omar conseguiu que um juiz não aceitasse o meu pedido de anulação. Mas eu vou recorrer. No momento em que dá um despacho desse, o juiz está me censurado, uma coisa que não admito que ninguém o faça.”

O ex-prefeito de Manaus voltou a chamar Aziz de “grosseirão”, “incapaz de ler um livro” e “pessoa doente”.

Ele é grosseirão, sim, qualquer pessoa que convive com ele sabe disso. Ele nunca leu um livro, é verdade, nunca leu nem ‘O Pequeno Príncipe’. E ele é uma pessoa enferma: é a minha opinião, é o meu julgamento. Ele só não me processa quando eu o chamo de ladrão.”

O juiz da ação marcou para junho as audiências por videoconferência para ouvir as testemunhas e o próprio ex-prefeito.

Deixe um comentário