You are currently viewing Wilson Lima destaca investimentos da Fapeam em bioeconomia, em evento com ministro Marcos

Wilson Lima destaca investimentos da Fapeam em bioeconomia, em evento com ministro Marcos

Wilson Lima destaca investimentos da Fapeam em bioeconomia, em evento com ministro Marcos Pontes

Durante agenda com o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcos Pontes, nesta sexta-feira (04), o governador Wilson Lima destacou investimentos de R$ 24 milhões já implementados pelo Governo do Amazonas em bioeconomia e transformação digital. Na sede da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Pontes lançou o edital de Bioeconomia e Transformação Digital da Amazônia (Finep Amazônia).

Anúncios

Segundo o governador, os R$ 24 milhões estão investidos em linhas de pesquisa financiadas pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

“Tenho conversado muito com a nossa equipe da Fapeam para que os nossos investimentos sejam para todas as vertentes, sobretudo para a bioeconomia. Nós temos um potencial muito grande em cadeias produtivas como a do açaí, temos o manejo do pirarucu e de outras riquezas e produtos da natureza, que podem ser comercializados e revestidos em renda para a nossa população”, disse o governador, que também agradeceu ao ministro pelos investimentos no Amazonas.

Entre os investimentos feitos, em 2019, o Estado lançou o Programa de Apoio à Incubadoras (Pró-Incubadoras) e o Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores (Centelha). O Pró-Incubadoras contou com investimentos de R$ 2,85 milhões. O Centelha, R$ 1,82 milhão investidos para estimular o empreendedorismo inovador – empresas de bases tecnológicas.

Em 2020 o Governo do Amazonas lançou o Programa Fapeam/Fapesp, estimulando a colaboração entre pesquisadores do Amazonas e São Paulo. O investimento foi da ordem de R$ 1,5 milhão. No mesmo ano, foram destinados R$ 3,4 milhões para o Programa de Apoio à Interiorização em Pesquisa e Inovação Tecnológica no Amazonas (Painter), fomentando a interiorização de atividades em bioeconomia. Mais R$ 4,2 milhões foram investidos no Programa de Apoio à Inovação Tecnológica (Tecnova II), selecionando propostas empresariais para desenvolvimento de produtos inovadores.

Em 2021, foram repassados mais R$ 3 milhões para o Centelha II, estimulando o empreendedorismo com recursos de subvenção e bolsas de fomento, e R$ 4.700.800,00 para o CT&I Áreas Prioritárias, apoiando propostas de pesquisa científica, tecnológica e de inovação.

CT&I – Wilson Lima destacou que o Governo do Amazonas iniciou este ano impulsionando a área de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) com o lançamento de oito editais. Com esses editais, os investimentos desde o início da atual gestão estadual alcançam R$ 300 milhões.

Em 2022, serão R$ 61.210.880,00 em investimentos para apoiar a formação de recursos humanos, pesquisas em áreas estratégicas para o desenvolvimento econômico e socioambiental, além de projetos de popularização da ciência.

Além disso, o governador reajustou entre 10% e 50%, as bolsas pagas pela Fapeam e incluiu novas modalidades como bolsas em produtividade em pesquisa, pós-doutorado e pós-doutorado empresarial. O reajuste das bolsas foi feito no final de dezembro e em janeiro os bolsistas receberam o pagamento reajustado.

Finep Amazônia – O objetivo do edital lançado pelo ministro Marcos Pontes é fomentar o crescimento social e econômico da população amazônica. A iniciativa, por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do MCTI, vai destinar R$ 30 milhões em recursos para projetos em Bioeconomia e Transformação Digital da Amazônia.

“Hoje nós estávamos sobrevoando a floresta e imaginando quanta coisa a gente ainda não conhece nessa nossa floresta amazônica, a gente só conhece 4% da biodiversidade. Imagine a gente aumentar esse conhecimento. Essa biodiversidade pode transformar os estados da Amazônia nos estados mais ricos do nosso país”, disse o ministro. Ele também salientou a importância da formação de novos profissionais em áreas relacionadas à transformação digital, serão necessários cerca de 159 mil nos próximos cinco anos.

Poderão participar da seleção empresas de qualquer porte sediadas no Amazonas, Acre, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. O edital completo está disponível em: http://www.finep.gov.br/.

 

 

Deixe um comentário