Você está visualizando atualmente Wilson Lima entrega documento reforçando pedido de ajuda ao Governo Federal para minimizar os impactos da estiagem

Wilson Lima entrega documento reforçando pedido de ajuda ao Governo Federal para minimizar os impactos da estiagem

Wilson Lima entrega documento reforçando pedido de ajuda ao Governo Federal para minimizar os impactos da estiagem

Em reunião de alinhamento com o Ministro de Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, nesta sexta-feira (28), o governador Wilson Lima entregou ofício com as demandas prioritárias na área de assistência social para as ações de enfrentamento à estiagem no estado do Amazonas. O encontro ocorreu em um hotel, na zona oeste da capital.

Wilson Lima apresentou, ainda, ao ministro um panorama do cenário da estiagem do estado, assim como os programas e ações referentes a abastecimento de água potável, insumos e medicamentos para a saúde, de ajuda humanitária, como programa Merenda em Casa, o Prato Cheio, entre outras que vêm sendo trabalhadas, desde o início do ano, com o objetivo de mitigar os impactos causados pelo fenômeno.

“Eu entreguei e conversei com o ministro sobre as demandas e como é que podemos fazer essa construção, porque o problema não é só do estado do Amazonas, ele é um problema da Amazônia; é um problema do Brasil. O Estado do Amazonas sozinho não tem condições de superar isso. Da mesma forma que os municípios também terão dificuldades. Daí a necessidade de ter um diálogo permanente para que possamos trabalhar de forma preventiva”, explicou o governador.

No dia 20 de junho, o governador Wilson Lima se reuniu com secretarias e órgãos estaduais para tratar o assunto. De acordo com dados dos sistemas de monitoramento, em 2024 o período de estiagem deve ser adiantado em 30 dias e os impactos sentidos já a partir do mês de julho.

“Estamos trabalhando integrado com o Governo do Estado, de forma preventiva, para garantir ajuda humanitária e compra de alimento da própria região para o dinheiro circular, além de cuidar dos pescadores, de indígenas, quilombolas, comunidades isoladas e dos ribeirinhos; tudo isso para que tenhamos menos prejuízos à população”, disse o ministro.

Estiveram presentes na reunião a deputada estadual Alessandra Campelo; os secretários de Estado da Assistência Social (Seas), Kely Patrícia Paixão; de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Serafim Corrêa; da Defesa Civil, coronel Francisco Máximo; do Meio Ambiente (Sema), Eduardo Taveira; e de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Juliano Valente.

Saúde

Nesta sexta-feira (28/06), o Governo do Estado envia duas balsas abastecidas com medicamentos e produtos da saúde, com saída de Manaus, para as calhas dos rios Juruá e Madeira. Sete municípios da calha do Juruá, sendo Juruá, Carauari, Itamarati, Eirunepé, Envira Ipixuna e Guajará, e seis municípios da calha do Madeira, sendo Nova Olinda do Norte, Borba, Novo Aripuanã, Manicoré, Humaitá e Apuí, receberão os medicamentos e insumos, disponibilizados pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), por meio da Central de Medicamentos do Amazonas (Cema).

Nos dias 4 e 5 de julho, outras balsas com medicamentos e produtos da saúde estão previstas para sair da capital para as calhas dos rios Purus e Alto Solimões. Receberão os produtos e medicamentos os municípios de Beruri, Tapauá, Canutama, Lábrea, Pauini e Boca do Acre, da calha do Purus, e os municípios de Fonte Boa, Jutaí, Tonantins, Santo Antônio do Içá, Amaturá, São Paulo Olivença, Benjamin Constant, Atalaia do Norte e Tabatinga, da calha do Alto Solimões.

Deixe um comentário