Artigo | A direita e as redes sociais

Artigo | A direita e as redes sociais

Artigo | A direita e as redes sociais

Por Thiago Botelho

Anúncios

Muitos se perguntam porque os direitistas gostam tanto das redes sociais. Certamente você já ouviu essa indagação, não é verdade?

Antes de responder diretamente esta pergunta, gostaria de fazer uma análise introdutória sobre o assunto.

A internet é um eficaz campo de difusão de ideias e os canais disponíveis são ferramentas preciosas para quem quer expor suas ideias e convicções. O mais legal disso é que tais ideias podem ser refutadas ou aprimoradas pelos demais integrantes da rede social na qual foi publicada. E é aí que a direita se sobressai. Normalmente (infelizmente não é uma regra) as ideias defendidas pelos direitistas são reais e não utópicas, são verdadeiras e não narrativas, e assim sendo dificilmente refutadas.

Já pararam para pensar que as pessoas de esquerda criticam e tentam de todas as formas censurar as redes sociais porque ela desmascarou as mentiras por anos contadas por essa mesma classe esquerdista? Pois é exatamente isso que acontece!

Voltando à pergunta inicial, destacaria dois pontos do porquê da direita ser tão ativa nas redes sociais:

1 – Fim da espiral do silêncio: pelo menos nos últimos 40 anos conservadores e liberais (muito mais os conservadores) foram excluídos do debate político nacional. Havia uma hegemonia de pensamento marxista em todos meios de discussão pública, sobretudo na mídia e nas universidades. Com medo de bater de frente com a opinião dominantes, os direitistas se calavam. Com a divisão política que se instaurou no País a partir dos protestos de 2013, os direitistas viram nas redes sociais um local para iniciarem a exposição de suas ideias.

2 – Por conveniência: um direitista normalmente é alguém que tem trabalho, compromissos e família. Reunir-se fora do ambiente familiar ou do trabalho para debater política não é comum para a maioria dos direitistas. Diante disso, usam a tecnologia para participarem das discussões por meio redes sociais.

Diante desses fatos, fica cada vez mais fácil entender o motivo da escalada autoritária de parte do Judiciário ativista e da mídia mainstream contra as redes sociais, contra os canais de direita no YouTube como Te Atualizei, Terça Livre e afins, não é verdade? Quando a hegemonia da “verdade” é contestada quem a detém reage.

Sobre o autor

Jornalista e ativista político. Editor-executivo do Blog do Botelho.

Os textos do colunista não expressam, necessariamente, a opinião do Direto ao Ponto.

 

Deixe um comentário