You are currently viewing Após STF adiar julgamento, cinco mil indígenas desmontam barracas na Esplanada

Após STF adiar julgamento, cinco mil indígenas desmontam barracas na Esplanada

Após STF adiar julgamento, cinco mil indígenas desmontam barracas na Esplanada

Anúncios

Após o adiamento do julgamento do marco temporal em demarcações de terras indígenas ser adiado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para esta semana, o acampamento formado por membros de etnias de todo o país, na Esplanada dos Ministérios, começou a ser desmontado ontem. Em seu ápice, a mobilização chegou a reunir mais de seis mil indígenas. Ontem, pelo menos cinco mil arrumaram as malas e partiram de volta para a terra de origem, restando apenas cerca de mil na capital.

As lideranças querem manter a mobilização em Brasília pelo menos até 1º de setembro, quando se espera a retomada do julgamento no Supremo. Mas os recursos financeiros e a alimentação têm sido o grande empecilho, o que levou milhares de indígenas embora. Os que restaram ficarão concentrados, agora, nos arredores do Complexo Cultural Funarte, no Eixo Monumental.

No acampamento, ontem, indígenas carregavam pedaços de madeira e levavam pertences para caminhões de mudança. Por volta das 16h, grande parte das barracas e tendas já havia sido desmontada. Em uma espécie de corredor central, um indígena portava um microfone de lapela. Enquanto um colega segurava um smartphone, o primeiro fazia um apelo, em vídeo, por doações de alimentos.

Deixe um comentário