Bolsonaro avalia três indicações para substituir Mandetta

Bolsonaro avalia três indicações para substituir Mandetta

Bolsonaro avalia três indicações para substituir Mandetta

O presidente Jair Bolsonaro começa hoje a receber cotados para assumir o Ministério da Saúde, pasta que lidera o combate ao coronavírus. Ele avalia três indicações para o cargo. Auxiliares têm aconselhado Bolsonaro a ouvir alguns médicos antes de escolher quem comandará a área.

Anúncios

Ontem, o ministro Luiz Henrique Mandetta reconheceu, em tom de despedida, que o presidente quer outra “posição” na Saúde que ele, baseado na ciência, não pode oferecer.

Quem são os indicados: o oncologista Nelson Teich será o primeiro a conversar com Bolsonaro; ele desembarca em Brasília hoje. Amanhã, deverá ser a vez do presidente do Conselho do Hospital Israelita Albert Einstein, Claudio Lottenberg, que já disse que vai considerar convite “se for convocação de natureza técnica” . A diretora de ciência e inovação da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Ludhmila Hajjar, é outro nome tido como forte.

O que foi dito: Mandetta afirmou ontem que ficará no cargo até Bolsonaro encontrar um substituto e disse estar cansado de tentar convencer o governo da linha a ser adotada contra o coronavírus. “Você conversa hoje, a pessoa entende, diz que concorda, depois muda de ideia e fala tudo diferente. Já chega, né?”, declarou.

 

Fonte: O Globo

Deixe um comentário