Você está visualizando atualmente Bolsonaro condenado até o Natal?

Bolsonaro condenado até o Natal?

Bolsonaro condenado até o Natal?

Jair Bolsonaro, que tem menos camaradas que Lula no Supremo Tribunal Federal (STF), seria condenado em dezembro deste ano, caso se confirmem os planos dos investigadores da trama golpista, revelados por Rafael Moraes Moura e Malu Gaspar no Globo.

“Pelo cronograma que os policiais desenharam para o caso, o ex-presidente da República poderia ser condenado pelo plenário do STF ainda no fim deste ano, em dezembro“, diz o jornal.

O ex-presidente tem até esta quarta-feira (27), para explicar o que estava fazendo na embaixada da Hungria de 12 a 14 de fevereiro, quatro dias depois da deflagração da Operação Tempus Veritatis, que investiga a trama para um golpe de Estado e levou alguns de seus aliados para a cadeia.

Roteiro

O Globo segue com o roteiro para uma possível prisão:

“Segundo fontes (…), até julho deve ser concluído o relatório em que a Polícia Federal deve indiciar Bolsonaro por crimes como golpe de Estado, abolição violenta do Estado democrático de direito e associação criminosa.

(…) Uma vez concluído o indiciamento, a expectativa na PF é de que a PGR apresente a denúncia contra Bolsonaro com rapidez, apesar da proximidade do calendário eleitoral.

Nesse caso, o Supremo poderia receber a denúncia e transformar o ex-presidente em réu em agosto, logo após o fim do recesso do meio do ano.

(…) No Supremo, não há dúvidas de que existe maioria para receber a denúncia da PGR, abrir a ação penal contra Bolsonaro e, por fim, condená-lo. (…)

Pelos cálculos de investigadores, essa última etapa (a condenação de Bolsonaro) ocorreria em dezembro deste ano, considerando o prazo médio de quatro meses entre a abertura das ações penais e a condenação de outros acusados dos atos golpistas de 8 de Janeiro.”

28 anos de prisão

A pena total de Bolsonaro poderia chegar a 28 anos de prisão, caso ele receba a maior punição prevista para os crimes de abolição do Estado Democrático de Direito (4 a 8 anos de prisão), golpe de Estado (4 a 12 anos) e organização criminosa (3 a 8 anos).

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário