Você está visualizando atualmente Bretas condena Eike a 30 anos de prisão

Bretas condena Eike a 30 anos de prisão

Marcelo Bretas condenou Eike Batista a 30 anos de prisão por corrupção ativa e a pagar uma multa de R$ 53 milhões no processo em que o empresário foi acusado de pagar propina de US$ 16,5 milhões a Sérgio Cabral.

Flavio Godinho, ex-presidente do Flamengo, foi condenado a 22 anos de prisão.

Cabral foi condenado a mais 22 anos e oito meses de prisão por corrupção passiva e Adriana Ancelmo a outros 4 anos e seis meses.

Deixe um comentário