Você está visualizando atualmente Com Drex, a moeda digital brasileira, Banco Central quer baratear serviços

Com Drex, a moeda digital brasileira, Banco Central quer baratear serviços

Com Drex, a moeda digital brasileira, Banco Central quer baratear serviços

O Banco Central divulgou o nome e alguns detalhes do real digital, batizado e Drex. O coordenador do projeto, o analista Fábio Araújo, explica que a principal missão da nova moeda é aumentar a bancarização do país.

“O Pix foi criado para popularizar meios de pagamentos. Já o Drex visa facilitar acesso a serviços financeiros. A gente quer que com o Drex empréstimos, seguros, opções de investimento sejam mais acessíveis”, explica.

O Banco Central divulgou o projeto de moeda digital, que se chamará Drex. A moeda deverá ser lançado no final de 2024.

O nome da moeda é a combinação de letras: “d” e “r” fazem alusão ao Real Digital; o “e” vem de eletrônico e o “x” passa a ideia de modernidade e de conexão.

A criação da nova versão do real promete ser uma resposta incisiva dos bancos centrais à atuação dos emissores de criptomoedas, como o Bitcoin e o Ethereum.

Com a moeda será possível vincular uma transferência a determinadas condições. O cidadão poderá, por exemplo, programar o uso do dinheiro, que só será liquidado se respeitar as condições acordadas.

A tecnologia poderá substituir o cartão de crédito em transações como compras e assinaturas de serviços de streaming.

A nova moeda utilizará a mesma tecnologia das criptomoedas, o blockchain, que armazenará todas as informações do sistema, mas em uma rede própria monitorada pelo Banco Central. O objetivo de usar o blockchain é garantir rastreabilidade e segurança.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário