Você está visualizando atualmente Conib: Brasil optou por se colocar ao lado da teocracia iraniana

Conib: Brasil optou por se colocar ao lado da teocracia iraniana

Conib: Brasil optou por se colocar ao lado da teocracia iraniana

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) divulgou neste domingo (14), uma nota em que lamenta a posição do governo brasileiro em relação ao ataque sem precedentes do Irã contra Israel. 

“A posição do governo brasileiro em relação ao ataque do Irã contra Israel é mais uma vez frustrante”, diz a nota da Conib. 

“O mundo democrático e vários  países do Oriente Médio se uniram a Israel em condenar e combater o ataque do Irã. Já a atual política externa do Brasil optou por se colocar ao lado da teocracia iraniana, desviando novamente de nossa linha diplomática histórica de condenar agressões desse tipo. Lamentável.”

O Itamaraty, como mostramos, não condenou o ataque iraniano. Para os diplomatas chefiados por Lula e por Celso Amorim, o Irã é a vítima na história. 

Eis um trecho da nota divulgada mais cedo pelo Ministério das Relações Exteriores brasileiro: 

“O governo brasileiro acompanha, com grave preocupação, relatos de envio de drones e mísseis do Irã em direção a Israel, deixando em alerta países vizinhos como Jordânia e Síria. Desde o início do conflito em curso na Faixa de Gaza, o governo brasileiro vem alertando sobre o potencial destrutivo do alastramento das hostilidades à Cisjordânia e para outros países, como Líbano, Síria, Iêmen e, agora, o Irã.”

Não há no comunicado nenhuma menção sobre os grupos terroristas aliados do Irã, como Hamas, Hezbollah e Houthis. Para o governo brasileiro, a crise atual só passou a existir quando Israel começou a bombardear o Hamas na Faixa de Gaza.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário