You are currently viewing Covid-19 | Média de mortes dispara na maioria dos estados

Covid-19 | Média de mortes dispara na maioria dos estados

Covid-19 | Média de mortes dispara na maioria dos estados

Anúncios

O crescimento desenfreado na curva de contaminação em janeiro, com picos de 833% de aumento, tem impactado o número de vítimas fatais da Covid-19. De acordo com os dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), o monitoramento feito por VEJA computa, nesta segunda-feira (7), média móvel de 783,3 mortes. Ponto mais alto da curva de óbitos desde 20 de agosto, o índice está 150,3% acima do registrado há 14 dias.

Com 428 mortes no país nas últimas 24 horas, o cenário é de alta no número de mortes na maioria dos estados. Com exceção de Amapá e Roraima, que apresentam estabilidade, todos os demais estados registraram variações acima de 15% na comparação com duas semanas atrás.

A análise da situação pandêmica é feita a partir da variação de 15% fixada por infectologistas como ponto de inflexão. Dessa maneira, se um índice registrar um aumento superior a 15% em relação há duas semanas, ele está em alta; se o índice cair mais de 15% em relação ao mesmo período, ele está em queda. Médias que permanecem entre -15% e 15% são definidas como estáveis.

Já o cálculo de médias móveis definido por especialistas consiste em somar todos os registros dos últimos 14 dias e dividir o total por 14. Assim, é possível ter uma visão ampla do atual momento da pandemia.

A disseminação de Covid-19 no Brasil, entretanto, começa a arrefecer. Há queda na curva de casos de coronavírus no Rio de Janeiro, Amapá, Piauí, Roraima e Amazonas. Já no panorama geral do país, a média móvel segue estável pelo segundo dia consecutivo, após 40 dias em disparada e com muitos recordes de infecções: a diferença é de apenas 11,4% em relação aos dados computados há duas semanas.

Além disso, sete estados apresentam estabilidade no índice: Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Acre, Tocantins e Ceará registraram menos de 15% de variação na comparação com 14 dias atrás.

Somando os dados desta segunda-feira, o Brasil chega a 26.599.593 diagnósticos de Covid-19 e 632.621 vítimas fatais desde o início da pandemia.

Os gráficos ao final da matéria mostram a evolução diária da média móvel no Brasil, nas cinco regiões geográficas e nos 26 estados da Federação.

Deixe um comentário