CPI da Pandemia | Entenda o cronograma de oferta de vacinas da Pfizer ao Ministério da Saúde

CPI da Pandemia | Entenda o cronograma de oferta de vacinas da Pfizer ao Ministério da Saúde

CPI da Pandemia | Entenda o cronograma de oferta de vacinas da Pfizer ao Ministério da Saúde

O ex-CEO da Pfizer, Carlos Murillo, afirmou há pouco para a CPI da Pandemia que o governo brasileiro recebeu, ainda em agosto do ano passado, ofertas para o fornecimento de pelo menos 70 milhões de doses de vacina.

Anúncios

De acordo com o cronograma apresentado pelo executivo, a empresa prometeu, durante as tratativas, o fornecimento de até 1,5 milhão de doses já no final do ano passado. Ontem (12), o ex-secretário de Comunicação Fábio Wajngarten disse que a companhia teria disponibilizado apenas 500 mil doses.

Murillo afirmou que, nas primeiras tratativas, foram ofertados dois contratos: um de 30 milhões de doses e outro de 70 milhões. Em novembro, a empresa limitou-se a ofertar 70 milhões de doses. Já em fevereiro, a Pfizer passou a ofertar 100 milhões de doses.

As primeiras ofertas ocorreram em 14, 18 e 26 de agosto. Houve novas tratativas em 11 e 24 de novembro e em 15 de fevereiro deste ano. O contrato foi assinado apenas após a sétima oferta, realizada no dia 8 de março.

“Tínhamos uma possível entrega já no final de 2020”, esclareceu o ex-CEO da Pfizer. “Teríamos condições de ter entregue 14 milhões de doses até o primeiro trimestre deste ano”, afirmou.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário