CPI da Pandemia | Fabio Wajngarten não comenta impacto das declarações de Bolsonaro e irrita CPI

CPI da Pandemia | Fabio Wajngarten não comenta impacto das declarações de Bolsonaro e irrita CPI

CPI da Pandemia | Fabio Wajngarten não comenta impacto das declarações de Bolsonaro e irrita CPI

O ex-secretário de Comunicação Fabio Wajngarten se negou nesta quarta-feira (12) a responder à CPI da Pandemia sobre os impactos das falas negacionistas de Jair Bolsonaro ao longo da pandemia de Covid. A tentativa de fugir dos questionamentos irritou os senadores.

Anúncios

“O impacto de uma mensagem é composto pelas várias formas da emissão da mensagem. Tem impacto? Tem impacto. A gente faz campanha publicitária também. O que passa na minha cabeça: eu imagino que ele falou ‘eu não vou tomar vacina’, ele quis dizer que ele seria o último brasileiro a ser vacinado antes de ele tomar vacina”, disse Wajngarten.

“A população brasileira recebe várias mensagens de vários meios diferentes. É um complemento de informações. Impacta (na percepção da população sobre a vacina)? Impacta. Adicionado com outras informações, impacta”, afirmou o ex-Secom.

“Em casa, tenho uma pessoa que não quer saber de política. Para ela, não impacta. Mas para uma pessoa que acompanha o presidente 24 horas por dia, impacta”, prosseguiu

No momento mais tenso do depoimento até agora, o Fabio Wajngarten afirmou que os senadores deveriam questionar Bolsonaro sobre as falas negacionistas do presidente. “O senhor está aqui para responder perguntas”, disse o presidente da CPI, Omar Aziz.

Deixe um comentário