CPI da Pandemia tem 229 requerimentos para serem votados

CPI da Pandemia tem 229 requerimentos para serem votados

CPI da Pandemia tem 229 requerimentos para serem votados

A CPI da Pandemia tem 229 requerimentos que podem ser votados ao longo desta semana. São 79 convites para audiências públicas e 150 pedidos para a convocação de testemunhas.

Anúncios

Se os requerimentos forem aprovados, dez ministros do governo de Bolsonaro podem ser chamados a depor. O titular da Saúde, Marcelo Queiroga, que falou à CPI da Pandemia na semana passada, pode ser reconvocado.

Há ainda requerimentos de convocação para Paulo Guedes (Economia), Walter Braga Netto (Defesa e ex-Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil e ex-Secretaria de Governo), Carlos Alberto Franco França (Relações Exteriores), Anderson Torres (Justiça), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações), Flávia Arruda (Secretaria de Governo) e Damares Regina Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos). O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, pode ser chamado a depor como convidado.

Em outra frente, a CPI deve votar requerimentos de convocação para investigar o repasse de recursos da União para estados e municípios.

Podem ser chamados a depor os governadores Rui Costa (Bahia), Hélder Barbalho (Pará), João Dória (São Paulo), e Wilson Lima (Amazonas). Wellington Dias (Piauí) pode ser convidado como representante do Fórum dos Governadores.

Os parlamentares apresentaram também requerimentos para a convocação dos secretários de Saúde de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Há ainda requerimentos para a convocação dos secretários de Saúde do Pará e das cidades de Porto Seguro (BA) e Manaus (AM). Os parlamentares também querem ouvir os presidentes do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Fonte: CNN Brasil

Deixe um comentário