Cúpula do Senado trabalha por acordo para adiar instalação da CPI da Covid

Cúpula do Senado trabalha por acordo para adiar instalação da CPI da Covid

Cúpula do Senado trabalha por acordo para adiar instalação da CPI da Covid

Integrantes da cúpula do Senado vão trabalhar para que haja um entendimento interno e a instalação da chamada CPI da Covid-19 seja adiada. O presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou na semana passada que pretende discutir com os senadores a abertura da comissão.

Anúncios

Embora o requerimento, apresentado por Randolfe Rodrigues (Rede-AP), já tenha 32 assinaturas, cinco a mais que o necessário, uma ala do Senado avalia que uma CPI, neste momento, pode tensionar ainda mais o ambiente político no país. Pacheco deve se reunir com os líderes na próxima quinta-feira (18) para debater o tema.

Aliados do presidente do Senado acreditam que há espaço para esperar o avanço das investigações contra o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a suposta omissão na ajuda a Manaus (AM), para depois instalar a comissão.

De acordo com senadores, há também uma questão técnica a ser avaliada: se existe a possibilidade de uma CPI poder realizar seus trabalhos por meio do sistema remoto. Hoje, integrantes da Casa dizem que, no cenário, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) já tem enfrentado limitações por conta das sessões virtuais. A avaliação é de que a condução de uma CPI sem a presença física dos senadores poderia ser conturbada.

Na semana passada, logo depois de Pazuello participar de sessão no Senado, Pacheco afirmou que a avaliação da instalação da CPI deve ser avaliada “agora à luz de todas as explicações que foram dadas pelo ministro”.

Fonte: CNN Brasil

Deixe um comentário