Decisão de livrar Pazuello teve aval do Alto Comando do Exército

Decisão de livrar Pazuello teve aval do Alto Comando do Exército

Decisão de livrar Pazuello teve aval do Alto Comando do Exército

A decisão do comandante do Exército, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, de não punir o general Eduardo Pazuello por participar do comício bolsonarista no Rio teve o respaldo de integrantes do Alto Comando, diz o Estadão.

Anúncios

“Para eles, Paulo Sérgio tentou estancar o que poderia ser uma crise maior e resultar na segunda troca de comando em dois meses. O gesto de subserviência do Exército ao desejo do presidente, porém, despertou a preocupação de que o comando possa ceder novamente em outros tipos de pressões de Bolsonaro.”

A opção de livrar Pazuello de punição, ainda de acordo com o jornal, foi exclusiva de Paulo Sérgio.

“O comandante, porém, consultou o Alto Comando antes, num sinal de busca de consenso e respaldo.”

Como disse Mario Sabino em sua coluna na Crusoé,  o comandante do Exército rasgou o regulamento que proíbe militares da ativa de participar de atos políticos.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário