Você está visualizando atualmente “Deu uma confusão desgraçada”, diz Lula sobre leilão do arroz

“Deu uma confusão desgraçada”, diz Lula sobre leilão do arroz

“Deu uma confusão desgraçada”, diz Lula sobre leilão do arroz

O presidente Lula, voltou a se manifestar neste sábado, 29, sobre o leilão do arroz e disse que a medida gerou uma “confusão desgraçada”. O certame foi cancelado após matérias da imprensa, inclusive da Crusoé, revelarem indícios de incapacidade técnica e financeira de algumas empresas vencedoras. 

“Esses dias eu decidi importar arroz, para baixar o preço. Deu uma confusão desgraçada, mas acho que o arroz começou a baixar. Eu quero que baixe. Quero que a carne abaixe, porque aquele sonho da gente voltar a comer uma picanha e tomar uma cerveja, eu quero que aconteça, ele vai voltar.”

A declaração foi feita em cerimônia de lançamento da pedra fundamental de novos campi da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e IFSP (Instituto Federal de São Paulo).

O evento teve a participação de Guilherme Boulos (PSOL), pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, que usou o evento do petista como palanque. 

As suspeitas sobre o leilão de arroz

Como mostrou Crusoé, no leilão realizado no dia 6 de junho, para a compra de 263,3 mil toneladas de arroz, o governo federal aceitou que um pequeno supermercado, na região central de Macapá, fosse responsável por negociar mais da metade do valor negociado.

A Wisley A. de Sousa LTDA, nome empresarial do supermercado “Queijo Minas”, ficaria sob a responsabilidade de entregar 147,3 mil toneladas do grão, em uma transação superior a 736 milhões de reais.

A Polícia Federal (PF) abriu um inquérito para investigar o caso. Na semana passada, o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, afirmou que o governo está desenhando um novo edital para realização da compra.“Vai ter leilão. É um compromisso do presidente Lula que a Conab cumpra o seu papel de ter estoques mínimos para poder atuar, combater especulação”, disse Fávaro.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário