Você está visualizando atualmente Em 7 de setembro lulista, militares são chamados de “traidores”

Em 7 de setembro lulista, militares são chamados de “traidores”

Em 7 de setembro lulista, militares são chamados de “traidores”

Muitos bolsonaritas criticaram o desfile de 7 de Setembro, em Brasília, na manhã desta quinta-feira na redes sociais. Para boa parte dos apoiadores de Jair Bolsonaro, que nutrem admiração pelo militarismo, o evento foi uma “vergonha“.

Com pouco público acompanhando o desfile, o evento fez a expressão “QUE VERGONHA” se destacar entre os principais assuntos do X, ex-Twitter.

Sobrou até para os militares, que foram chamados de traidores.

O deputado federal Maurício Marcon (Podemos-RS) disse em seu perfil no X que “a decadência moral do Exército Brasileiro envergonha qualquer brasileiro de bem”.

Internautas, apoiadores de Bolsonaro também repercutiram com negativa a participação das Forças Armadas.

Imagens mostraram muitos lugares vazios, foi outro ponto que chamou a atenção de quem acompanhava o evento. O ex-deputado federal Deltan Dallagnol publicou em sua página no Instagram, que o 7 de setembro de Lula foi “vazio, sombrio, sem povo e sem alegria“.

A falta de público acompanhando o desfile, foi um dos assuntos mais comentados nas redes.

O ex-presidente Jair Bolsonaro preferiu lembrar que em 7 de setembro de 2018, ele embarcava em uma aeronave UTI de Juiz de Fora, em Minas Gerais, após sofrer a facada durante sua campanha.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário