You are currently viewing Em meio à guerra, Mamãe Falei manda áudio sobre mulheres da Ucrânia: ‘São fáceis porque são pobres’

Em meio à guerra, Mamãe Falei manda áudio sobre mulheres da Ucrânia: ‘São fáceis porque são pobres’

Em meio à guerra, Mamãe Falei manda áudio sobre mulheres da Ucrânia: ‘São fáceis porque são pobres’

Anúncios

Arthur do Val, o Mamãe Falei, pré-candidato ao governo de São Paulo pelo Podemos, que desembarcou na Ucrânia dias atrás para acompanhar de perto o conflito, tem usado o seu tempo também para um assunto absolutamente apartado da guerra ou da destruição do país pela Rússia.

Em uma série de áudios que enviou hoje para um grupo de amigos no WhatsApp, Arthur do Val gasta vários minutos descrevendo suas impressões sobre as mulheres ucranianas, a quem define como “fáceis porque são pobres”:

“Detalhe, hein, mano, elas olham. E vou te dizer: são fáceis porque são pobres”, diz o áudio de Mamãe Falei.

Na sequência, o parlamentar relata ter contado as mulheres bonitas que viu na alfândega e diz que assim que a guerra acabar vai voltar ao país:

“Mano, eu tô mal. Eu passei agora por quatro barreiras alfandegárias. Duas casinhas em cada país. Mano, eu juro pra você eu contei: são 12 policiais deusas. Mas deusas que você casa e faz tudo que ela quiser. Assim, eu tô mal. Eu não tenho nem palavras para expressar. Quatro dessas eram minas que você, mano, nem se te dizer, se ela cagar você limpa o cu dela com a língua. Assim que essa guerra passar vou voltar para cá”, disse Arthur.

Em mais uma gravação, compara as ucranianas às brasileiras:

“Só vou falar uma coisa para vocês: acabei de cruzar a fronteia a pé aqui, da Ucrânia com a Eslováquia. Maluco, eu juro, eu nunca na minha vida vi nada parecido em termos de mina bonita. A fila das refugiadas… Imagina uma fila sei lá, eu tô sem palavras. Sei lá de 200 metros ou mais e só deusa. É sem noção, cara, é inacreditável, é fora de série. Se você pegar a fila da melhor balada do Brasil, na melhor época do ano, não chega aos pés da fila de refugiados aqui. Eu tô triste porque é inacreditável”, afirma o parlamentar em áudio.

Arthur do Val também repetiu em outra gravação “as dicas” que diz ter recebido de Renan Santos, o coordenador do MBL, sobre como “pegar” mulheres nas viagens internacionais.

“Você nunca pode ir para as cidades litorâneas. Você vai para as cidades normais, porque aí você pega as minas no mercado, na padaria. A recepcionista do hotel que deu em cima de mim aqui é… E essas cidades mais pobres, elas são as melhores. Realmente é outro mundo”, disse o deputado.

A propósito, dias atrás Sergio Moro festejou em sua conta no Twitter que Mamãe Falei e Renan Santos “haviam resolvido reportar in loco o conflito. Também angariaram ajuda financeira para amparar os refugiados. É sempre louvável quando saímos do discurso e partimos para a prática”. Como se vê agora Mamãe Falei não estava interessado em reportar somente o conflito.

Deixe um comentário