You are currently viewing ‘Estão tentando fazer das campanhas eleitorais uma guerra’, diz Lula em Brasília

‘Estão tentando fazer das campanhas eleitorais uma guerra’, diz Lula em Brasília

‘Estão tentando fazer das campanhas eleitorais uma guerra’, diz Lula em Brasília

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta terça-feira (12), que os recentes episódios de violência política são uma tentativa dos seus adversários de “fazer das campanhas eleitorais uma guerra”.

Anúncios

Lula fez referência à morte do guarda municipal petista Marcelo Arruda, em Foz do Iguaçu, na noite do último sábado (9), por um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL); e aos ataques aos atos da pré-campanha no Rio de Janeiro, na semana passada, e em Uberlândia (MG), em junho.

“O Brasil mudou, ainda não sei por que o Brasil mudou tanto, mas estão tentando fazer das campanhas eleitorais uma guerra. Estão tentando colocar medo na sociedade brasileira”, disse o ex-presidente em discurso no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

O petista falou aos apoiadores por mais de 30 minutos, afirmou que a sua campanha continuará nas ruas e pediu que a militância não se envolva em brigas.

“Nós vamos continuar fazendo nossas passeatas, nossos atos públicos, mas vamos ter que dar uma lição de moral que nem o [Mahatma] Gandhi deu quando saiu para a caminhada para libertar a Índia da Inglaterra. Nós não precisamos brigar”, disse o ex-presidente.

A fala contrasta com o tom utilizado pelo presidente no último dia 9, antes da morte de Arruda, quando, em Diadema (SP), Lula agradeceu ao ex-vereador Manoel Eduardo Marinho, o Maninho do PT, acusado e processado por tentativa de homicídio contra o empresário Carlos Alberto Bettoni.

Em 2018, a vítima foi agredida depois de gritar ofensas contra o PT em frente ao Instituto Lula, em São Paulo. Maninho empurrou o empresário, que bateu a cabeça em um caminhão que passava no local. Ele sofreu traumatismo craniano.

Agora, Lula pediu tranquilidade aos apoiadores. “A nossa arma é a nossa tranquilidade, a nossa arma é o amor que temos dentro de nós”, afirmou o petista.

Mais cedo, o ex-presidente reuniu-se com lideranças e empresários do comércio em Brasília e reafirmou a importância de Geraldo Alckmin, pré-candidato a vice, em um eventual governo. Lula escutou as demandas do setor de bens, serviços e turismo. Além disso, recebeu a agenda de propostas da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Fonte: CNN Brasil

Deixe um comentário