Você está visualizando atualmente Ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles atropela motociclista e foge

Ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles atropela motociclista e foge

Ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles atropela motociclista e foge

O ex-ministro e candidato a deputado federal Ricardo Salles (PL) atropelou um motociclista de aplicativo em São Paulo.

Um grupo protestava em frente a um local onde o político estava, e, ao acelerar o carro, Salles bateu em uma moto.

O entregador conseguiu escapar ileso do acidente. Ele não parou para prestar atendimento ao trabalhador.

Esta é a segunda confusão que o ex-ministro se envolve em menos de uma semana.

Durante o debate com os candidatos à presidência, realizado na Band, no último domingo (28), o bolsonarista teve uma discussão com o deputado federal André Janones (Avante), após chamar Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de “mentiroso”.

PL bolsonarizado

Dois meses após a filiação de Jair Bolsonaro ao PL, o partido comandado por Valdemar Costa Neto começa a ser remodelado para receber os apoiadores mais radicais do presidente da República.

Na quarta, o ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles assinou a sua ficha de filiação. No mesmo dia, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) acertou seu ingresso na legenda.

O próximo que pode entrar na sigla é Daniel Silveira (PSL-RJ), que ficou preso por sete meses no ano passado após ameaçar a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e já conta com o apoio declarado de Flávio Bolsonaro para se candidatar ao Senado.

Jair Bolsonaro (PL) tem dito a aliados que Silveira, deputado federal no último ano de mandato, é hoje o melhor nome para a disputa ao Senado no Rio de Janeiro. A outra opção seria o senador Romário (PL-RJ), correligionário do presidente.

Bolsonaro enxerga em Silveira, porém, uma alternativa com maior apelo entre seu eleitorado, mesmo sabendo que o parlamentar vai entrar na campanha com o ônus de ter sido enquadrado pelo STF.

Há ainda a possibilidade de o vice presidente, Hamilton Mourão, disputar o mesmo cargo com apoio do titular do Palácio do Planalto.

Fonte: Estado de Minas

Deixe um comentário