Você está visualizando atualmente Fuzileiro naval é preso pela PF acusado de ameaçar família de Moraes

Fuzileiro naval é preso pela PF acusado de ameaçar família de Moraes

Fuzileiro naval é preso pela PF acusado de ameaçar família de Moraes

Duas pessoas foram presas na manhã desta sexta-feira pela Polícia Federal (31), acusadas de proferir ameaças à família do ministro do STF Alexandre de Moraes, responsável pela condução dos inquéritos dos atos antidemocráticos.

Entre os detidos, está um fuzileiro naval. Os mandados de prisão foram executados no Rio de Janeiro e em São Paulo a pedido da Procuradoria-Geral da República. Segundo as primeiras informações, os dois são irmãos.

Segundo informações da PGR, esse é um caso novo. Não há relação direta com o ataque de brasileiros em um aeroporto de Roma no ano passado.

Como registramos, o Moraes foi hostilizado em julho do ano passado por três brasileiros durante passagem pelo aeroporto internacional de Fiumicino, em Roma.

Moraes estava com sua família vindo de Siena, onde deu uma palestra na universidade local. No terminal aeroportuário, no entanto, ele teria sido abordado por três brasileiros aos gritos de “bandido, comunista e aloprado”. 

A Polícia Federal identificou os agressores e abriu investigação sobre o caso. Após analisar imagens do aeroporto, a PF concluiu que o empresário Roberto Mantovani Filho, 71 anos, de fato injuriou o filho de Moraes, Alexandre Barci. Apesar disso, o delegado do caso, Hiroshi de Araújo Sakaki, não indiciou os envolvidos.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário