Governador Wilson Witzel comemora desfecho do sequestro na ponte Rio-Niterói

Governador Wilson Witzel comemora desfecho do sequestro na ponte Rio-Niterói

O desfecho do sequestro que durou mais de três horas na manhã de hoje (22) a um ônibus na cidade do Rio de Janeiro na ponte que liga a cidade à Niterói, teve um fim trágico, o sequestrador foi morto por um atirador de elite do Bope.

Anúncios

O sequestrador, identificado como William Augusto da Silva, 20, chegou a fazer 16 reféns no transporte público. O sequestro iniciou por volta das 5h25. A ação de atirar no homem, foi decisão do Coronel Mauro Fliess, que disse que foi única alternativa para preservar a vida das pessoas que estavam dentro do ônibus.

“A operação foi um sucesso. O objetivo desejado era preservar todas as vidas, mas infelizmente ele não nos deixou outra opção. Foi necessário atirar contra ele para preservar a vida de inocentes”, informou o coronel ao site Uol.

Todos os reféns saíram ilesos do local. Ainda não se sabe a real motivação do homem, que de acordo com a PRF tinha em seu poder uma pistola 38, um taser (aparelho de choque), uma faca e um galão de gasolina.

O governador Wilson Witzel chegou ao local por volta de 9h40, em um helicóptero. Comemorou a ação com os braços estendidos ao alto, e foi saudado por pessoas que estavam no local. Entre eles, um policial do Bope, que abraçou o governador. “O meu papel como governador é fazer com que tudo funcione. E funcionou”, disse o governador classificando o trabalho da PM como “muito técnico”.

Deixe um comentário