Você está visualizando atualmente Lei Anticorrupção completa dez anos com mais de 24 mil punições

Lei Anticorrupção completa dez anos com mais de 24 mil punições

Lei Anticorrupção completa dez anos com mais de 24 mil punições

A Lei Anticorrupção, que entrou em vigor em 1º de agosto de 2013, completou dez anos ontem (1º). Com 24 mil punições registradas e R$ 53 bilhões de multas, ela não chegou a atingir partidos políticos financiados por recursos públicos.

Durante esta década, a Controladoria Geral da União (CGU; foto) e o Ministério Público Federal (MPF) fizeram 74 acordos de leniência, com multas para as empresas envolvidas em ilícitos. Foram registradas 24.224 sanções, que atingiram empregadores e empregados.

Mesmo após operações que investigaram instituições partidárias, como a Lava Jato, os partidos continuam sem adotar padrões de integridade nas contratações que fazem com dinheiro público repassado a eles.

A Lei nº 12.846, chamada de Anticorrupção, prevê a fiscalização da responsabilidade administrativa e civil de pessoas jurídicas pela prática de atos de corrupção contra a administração pública, nacional ou estrangeira. Hoje, a lei foca mais em casos de corrupção e compliance de empresas privadas.

A subprocuradora-geral da República Luiza Frischeisen disse ao Estadão que “não há, no Brasil, a obrigação de práticas de boa governança para os partidos políticos”.

O Fundo Partidário deu para 21 partidos R$462 milhões só no primeiro semestre deste ano, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário