You are currently viewing Leite: “Houve um chamamento no próprio partido”

Leite: “Houve um chamamento no próprio partido”

Leite: “Houve um chamamento no próprio partido”

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, disse que confia nas convenções do PSDB para “formalizar” um entendimento político que possa reverter a escolha de João Doria como pré-candidato à presidência.

Anúncios

Em entrevista ao Estadão, a política “não cumpriu seu papel”.

“A convenção será a formalização do que o entendimento político promover. Não se trata de uma disputa sobre se as prévias valem mais que a convenção ou o que vale formalmente. Se nós tivermos que partir para um enfrentamento do ponto de vista técnico-jurídico é porque a política não cumpriu seu papel. […] Houve um chamamento no próprio partido. Se eu quisesse simplesmente ser candidato, eu tinha um caminho que me assegurava isso.”

Leite voltou a dizer que está disposto a abrir mão de concorrer em benefício de um nome com mais chances.

“Nós temos que sentar à mesa com a humildade de reconhecer que, eventualmente, outra candidatura pode aglutinar forças. Isso, eventualmente, envolve a possibilidade de nem ser candidato. Nada pode ser descartado por ninguém neste momento. Não me faltam disposição e vontade. Mas a renúncia me abriu todas as possibilidades sem me tirar nenhuma delas do ponto de vista formal.”

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário