Você está visualizando atualmente Lula confirma Lewandowski no Ministério da Justiça

Lula confirma Lewandowski no Ministério da Justiça

Lula confirma Lewandowski no Ministério da Justiça

O presidente Lula anunciou que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski assumirá o ministério da Justiça e da Segurança Pública a partir de 1º de fevereiro.

Ele chega ao cargo com a indicação de Flávio Dino, atual chefe da pasta, para o STF. Ele tomará posse como ministro da corte em 22 de fevereiro.

As informações foram confirmadas na manhã desta quinta-feira (11), em Brasília, após reunião entre Lula, Lewandowski e Dino no Palácio do Planalto.

Lewandowski acumula 17 anos de STF. Ele se aposentou em abril de 2023 e foi substituído por Cristiano Zanin.

Como ministro, presidiou o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e  fez críticas ao método da operação Lava Jato.

“Eu só vou fazer o decreto da oficialização dele, a pedido dele, por conta de coisas particulares que ele tem que fazer, no dia 19. Acertamos que ele toma posse no dia 1º de fevereiro. Até lá, o companheiro Flávio Dino, que só vai tomar posse em 22 de fevereiro, ficará cumprindo a função da forma magistral que ele cumpriu até agora”, comentou Lula.

O atual ministro da Justiça vai acompanhar diretamente a transição na pasta. Lewandowski prometeu não alterar políticas públicas ou ações de Dino à frente da pasta.

Situação de Capelli

Dino, por sua vez, ainda busca uma saída honrosa para Ricardo Capelli, seu atual secretário-executivo. Lula chegou a oferecer para Capelli a coordenação de segurança do Ministério da Justiça. Capelli recusou.

O PSB ainda pressionou o Planalto a manter alguns postos estratégicos na pasta. O problema é que Lewandowski só topou assumir o Ministério diante da garantia de que teria carta-branca para escolher o seu staff, ao menos o de primeiro escalão.

Nesta quarta-feira (10), um dos principais concorrentes de Lewandowski ao cargo, o presidente do grupo Prerrogativas, Marco Aurélio Carvalho, postou nas redes sociais uma foto abraçado ao ex-presidente do STF. A imagem foi vista como uma espécie de sinal de boas-vindas ao futuro ministro do STF.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário