Você está visualizando atualmente Magazine Luiza registra prejuízo líquido de R$ 302 milhões no segundo semestre

Magazine Luiza registra prejuízo líquido de R$ 302 milhões no segundo semestre

Magazine Luiza registra prejuízo líquido de R$ 302 milhões no segundo semestre

O grupo Magazine Luiza apresentou um prejuízo líquido de R$ 302 milhões no segundo trimestre de 2023, o que representou um aumento de 123% em comparação ao prejuízo registrado no mesmo período do ano anterior.

Enquanto isso, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 284 milhões, marcando uma queda de 38% em relação ao segundo trimestre de 2022.

O CFO da empresa, Roberto Bellissimo, explicou que, neste trimestre, o progresso do marketplace compensou os efeitos negativos ligados à tributação e permitiu uma melhoria na margem bruta da empresa. No entanto, o repasse total desses efeitos ainda não foi efetuado, o que contribui para explicar a queda no Ebitda, conforme indicado por Bellissimo.

O retorno do DIFAL (diferencial de alíquota do ICMS) resultou na tributação de mercadorias vendidas tanto na origem quanto no destino, aumentando assim os impostos pagos pelas empresas de comércio eletrônico. O Magazine Luiza conseguiu repassar entre 60% e 70% desse impacto nos preços durante o segundo trimestre. Bellissimo destacou que a empresa planeja continuar repassando e equilibrando o crescimento das vendas. Ele também esclareceu que essa questão é temporária, enquanto o progresso do marketplace é uma tendência contínua.

A margem bruta do trimestre foi de 28,8%, um aumento de 0,2 ponto percentual em relação ao mesmo período do ano anterior. Por outro lado, a margem Ebitda caiu 2 pontos percentuais, chegando a 3,3%. Nos destaques financeiros, a companhia destacou que o crescimento das vendas juntamente com o aumento da margem de contribuição do marketplace contribuíram para o Ebitda ajustado, que atingiu R$ 439,8 milhões.

O relatório de resultados da varejista também menciona que a margem Ebitda ajustada caiu de 5,7% para 5,1% principalmente devido ao aumento dos impostos. No mesmo período, o resultado líquido ajustado foi negativo em R$ 198,8 milhões, ainda impactado pelas altas taxas de juros.

Fonte: 55investbrasil

Deixe um comentário