Pazuello pediu demissão de servidor acusado de negociar propina, mas Bolsonaro vetou, diz rádio

Pazuello pediu demissão de servidor acusado de negociar propina, mas Bolsonaro vetou, diz rádio

Pazuello pediu demissão de servidor acusado de negociar propina, mas Bolsonaro vetou, diz rádio

O então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, pediu a demissão do diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, em 28 de outubro de 2020, segundo o repórter Cezar Feitoza, da CBN.

Anúncios

O despacho foi enviado para a Casa Civil. No entanto, por pressão política, Jair Bolsonaro vetou a demissão. O presidente teria sido influenciado pelo então presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

O servidor foi exonerado nesta quarta-feira (30), após a revelação de que ele pediu propina à empresa Davati Medical Suply na negociação de vacinas da AstraZeneca.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário