You are currently viewing PF considera inevitável aumentar segurança de Lula após morte de militante

PF considera inevitável aumentar segurança de Lula após morte de militante

PF considera inevitável aumentar segurança de Lula após morte de militante

A Polícia Federal considera inevitável aumentar a segurança de Lula após o militante petista Marcelo Arruda ser assassinado por um bolsonarista em Foz do Iguaçu, diz O Globo.

Anúncios

O partido não pediu reforço na segurança após o episódio, porém membros da corporação afirmaram ao jornal que consideram necessário aumentar o efetivo em pelo menos mais 20 ou 30 policiais até o final da campanha. Com isso, o número de policiais protegendo Lula poderá passar de 50. Atualmente são 27.

Na semana passada, um homem lançou uma bomba caseira com fezes durante um evento com o petista, que estava com um colete à prova de balas.

Em maio, a PF anunciou que vai mobilizar cerca de 300 agentes, carros blindados e investir cerca de R$ 57 milhões na segurança dos presidenciáveis, que estão em uma escala de risco que vai de 0 a 5.

Lula e Bolsonaro estão na categoria 5, de risco máximo. A classificação leva em conta a projeção nacional do político, a situação nas pesquisas, a sua visibilidade e histórico de ameaças, por exemplo.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário