Você está visualizando atualmente PF fez buscas do Gabinete de Documentação Histórica da Presidência

PF fez buscas do Gabinete de Documentação Histórica da Presidência

PF fez buscas do Gabinete de Documentação Histórica da Presidência

Durante a Operação Lucas 12:2 na sexta-feira (11), a Polícia Federal também cumpriu mandados de busca e apreensão para colher documentos do Gabinete Adjunto de Documentação Histórica do Gabinete Pessoal da Presidência (GADH). 

O órgão é responsável pela análise e definição do destino de presentes oferecidos por autoridades estrangeiras ao presidente. Segundo a PF, o gabinete pode “ter sido utilizado para desviar, para o acervo privado, presentes de alto valor, mediante determinação” de Jair Bolsonaro.

Na decisão que autorizou as buscas, o ministro Alexandre de Moraes citou a participação Marcelo da Silva Vieira, chefe do GADH no governo Bolsonaro. 

“Marcelo da Silva Vieira e outras pessoas não identificadas, uniram-se, com unidade de desígnios, com o objetivo de desviar, em proveito do ex-presidente Jair Messias Bolsonaro, presentes (ao menos três conjuntos de alto valor patrimonial) por ele recebidos em razão de seu cargo, ou por autoridades brasileiras em seu nome, entregues por autoridades estrangeiras”, escreveu Moraes.

Vieira, exonerado em 1º de janeiro, foi alvo de buscas da PF em maio, no Rio de Janeiro. A ação ocorreu no âmbito do caso das joias sauditas recebidas pelo ex-presidente. Na ocasião, Vieira teve o celular apreendido.

Após a Operação Lucas 12:2, como mostramos, a PF pediu ao STF a quebra dos sigilos bancários e fiscais de Jair Bolsonaro.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário