Você está visualizando atualmente Relatora da CPMI tenta acordo para quebrar sigilos de Bolsonaro e Michelle

Relatora da CPMI tenta acordo para quebrar sigilos de Bolsonaro e Michelle

Relatora da CPMI tenta acordo para quebrar sigilos de Bolsonaro e Michelle

A senadora Eliziane Gama (PSD-MA), relatora da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de janeiro, busca ainda nesta terça-feira (22) costurar um acordo para aprovar requerimentos de quebra de sigilo bancário do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro. A sessão do colegiado que aconteceria às 11h desta terça foi remarcada para às 14h.

Deputados e senadores da base governista e da oposição se reunem à porta fechada antes do novo horário para tentar chegar a um entendimento acerca da pauta. Além dos requerimentos contra Bolsonaro e a ex-primeira-dama, a relatora defende as quebras de sigilos contra o general Mauro Lourana Cid, do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, da deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) e do ex-ministro da Defesa Paulo Sérgio Nogueira.

“A gente não vai investigar o crime das joias ou do garimpo ilegal e da grilagem, mas a gente tem que investigar se o dinheiro dessas ilegalidades, dessas ações criminosas, chegou para o 8 de janeiro. E, para isso, o mínimo que nós temos que fazer é quebrar os sigilos bancários. A gente precisa saber como se deu essa movimentação financeira e se alguma forma esse dinheiro irrigou o 8 de janeiro”, defendeu a relatora.

Integrante da oposição, o senador Marcos Rogério (PL-RO) argumentou que a senadora tenta impor sua pauta ao colegiado. “A CPMI está indo por um caminho desviado do seu propósito“, argumentou Rogério.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário