Você está visualizando atualmente Representante do X no Brasil deixa cargo

Representante do X no Brasil deixa cargo

Representante do X no Brasil deixa cargo

O advogado Diego de Lima Gualda, representante e administrador do X no Brasil, renunciou ao cargo em meio ao embate entre o Supremo Tribunal Federal (STF) e a rede social de Elon Musk.

A renúncia foi protocolada em 8 de abril, dois dias depois de Musk desafiar o ministro Alexandre de Moraes e questionar a falta de transparência nas ordens de bloqueio de contas na rede.

Gualda foi designado representante do X no Brasil em agosto de 2023. Ele foi nomeado como procurador e administrador da rede social no país.

Na terça-feira, 9, Moraes negou o pedido de “proteção” que Musk queria aos funcionários do X no Brasil. 

A ação, movida pela filial brasileira da plataforma, pedia que a X Internacional respondesse às recentes ações judiciais no contexto das declarações de Musk sobre Moraes.

Twitter Files Brazil

O jornalista americano Michael Shellenberger publicou mensagens na rede social X com o título: “Twitter Files – Brazil”. Nas postagens, ele mostra, com prints de tela, diversos e-mails trocados entre os advogados da empresa no Brasil e na sede em São Francisco, na Califórnia. 

O assunto explodiu no fim de semana passado, quando Elon Musk comentou uma mensagem do ministro Alexandre de Moraes e questionou: “Por que você está determinando tanta censura no Brasil?”

Nos dias seguintes, o bilionário foi incluído em um inquérito do STF e trocou farpas com o presidente Lula, enquanto os jornalistas que divulgaram os arquivos foram atacados e o conteúdo das mensagens, deixado de lado.

No Papo Antagonista desta sexta-feira, 12, o jornalista Michael Shellenberger falou sobre o embate entre o STF e a rede social X.

Para Shellenberger, “a ideia de que é preciso de censura para defender a democracia é terrível”.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário