You are currently viewing Supremo volta a julgar hoje fundão eleitoral de R$ 4,9 bilhões

Supremo volta a julgar hoje fundão eleitoral de R$ 4,9 bilhões

Supremo volta a julgar hoje fundão eleitoral de R$ 4,9 bilhões

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) retoma hoje o julgamento da ação do partido Novo que questiona a aprovação do Fundo Eleitoral para Financiamento de Campanha, o Fundão, que este ano ficou em R$ 4,9 bilhões.

Anúncios

Na sessão da quarta-feira (23), como mostramos, o relator, ministro André Mendonça, votou para suspender o aumento do fundo eleitoral que será distribuído a partidos e candidatos neste ano.

O ministro afirmou ainda que o valor deve ser o mesmo das eleições municipais de 2020, com a devida correção monetária.

Para o ministro, o que não se pode desrespeitar é a Constituição no princípio da proporcionalidade. Segundo o ministro, o aumento do fundão desrespeitou a Constituição também por falta de comprovação de necessidade.

O autor da ação é o partido Novo, que é contra os dispositivos da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) aprovada pelo Congresso, que alterou a fórmula de cálculo do Fundo Especial de Financiamento de Campanhas, permitindo um aumento de R$ 2 bilhões para quase R$5 bilhões. Para a legenda, tem de ser mantido o valor de R$ 2,1 bilhões inicialmente proposto.

Também mostramos que a legenda e entidades se manifestaram contra aumento do fundão. Advogada da Transparência Eleitoral, Ana Claudia Santana, afirmou que não há sistemas perfeitos e que fórmulas de outros países podem não funcionar.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário