Você está visualizando atualmente Temer sobre impeachment de Dilma: “Se foi golpe, foi de sorte”

Temer sobre impeachment de Dilma: “Se foi golpe, foi de sorte”

Temer sobre impeachment de Dilma: “Se foi golpe, foi de sorte”

O ex-presidente Michel Temer, rebateu a fala de Lula sobre procurar uma maneira de “recompensar” Dilma Rousseff por ter sofrido um processo de impeachment. 

Em entrevista à Veja, Temer disse que a ex-presidente já foi recompensada ao ter sido nomeada para o comando do banco dos Brics.

“Lamento que o presidente e outros façam uma revisão verbal, que mencionem que ela não praticou tal ato. Isso é para produzir a tese do golpe, que não foi golpe coisa nenhuma. O impeachment, se foi golpe, foi de sorte. Significou várias reformatações que foram feitas no nosso governo. É pregação política na qual o povo não acredita.”

Em discurso recente na África, Lula repetiu a fake news e afirmou que era necessário discutir como “reparar” Dilma pela destituição do cargo. Logo depois, o PT apresentou ao Congresso um projeto para dar ctrl-Z na história e anular o processo — conduzido em 2016 pelo Congresso, sob o comando do então presidente do STF, Ricardo Lewandowski, de modo inteiramente constitucional.

Temer também comentou a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região que manteve o arquivamento de ação contra Dilma no caso das pedaladas fiscais.

“Essa sentença do TRF-1 apenas levou em conta uma decisão do Supremo que determinou que, caso alguém tenha sido responsabilizado politicamente, não há razão para o mesmo fato ser apenado em outro tribunal. Não houve exame de mérito. O que há é uma narrativa de que ela foi absolvida”, disse.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário