⭕ Charge do Dia | 19 de setembro

⭕ Charge do Dia | 19 de setembro

Internacionalização de Coari

O senador Plínio Valério (PSDB) apresentou no Senado documentos que comprovam que uma “suposta” Organização Não Governamental (ONG), chamada Fundação Opção Verde, detém a posse de 105 mil hectares de terras em Coari, interior do Amazonas. A ONG, de acordo com os documentos, possui uma sócia nacional, brasileira, e três sócios holandeses. O requerimento contou com a assinatura do senador Omar Aziz.

Só existe na internet

O que chama a atenção, de acordo com o senador, não é o fato de a ONG ser dona de uma área superior a 1,56 bilhão/m2 de terras na Amazônia. Mas o fato da Organização só existir virtualmente, em um site que saiu do ar ontem. Todas as posses feitas durante o período de 2008 a 2013 foram em áreas ricas em minerais. No caso de Coari, em gás e petróleo.

CPI das ONGs

Plínio aguarda a leitura do pedido de instalação pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre para que sejam indicados os membros para compor a CPI das ONGs, que irá investigar as causas do desmatamento e das queimadas na Amazônia Legal e a liberação de recursos públicos para ONGs e OSCIPs.

Não houve apoio de Braga

O senador Eduardo Braga (MDB), não assinou o requerimento de instalação da CPI, nem tampouco manifestou apoio para que seja instalada a investigação às ONGs que utilizam de maneira inadequada os recursos destinados à preservação ambiental na Amazônia.

Família Pinheiro se cala

Até o presente momento nem o prefeito de Coari, Adail Filho e nem a deputada estadual Mayara Pinheiro, principais expoentes políticos da Terra do Petróleo e do Gás, se manifestaram sobre o assunto.

Pra quem pensava que a família Pinheiro era dona de toda Coari se enganou. Pode ser que seja só da metade.

Deixe um comentário