Ex-secretária de infraestrutura é presa em operação que investiga desvio em R$40 mi, no AM
Foto: Divulgação/SECOM

Ex-secretária de infraestrutura é presa em operação que investiga desvio em R$40 mi, no AM

A Polícia Civil do Amazonas junto com o Ministério Público (MPE/AM), deflagraram na manhã desta quarta-feira, 18, a operação “Concreto Armado”, que investiga o desvio de aproximadamente R$40 milhões em verbas públicas e supostas fraudes em licitação do Governo do Estado do Amazonas entre os anos de 2009 e 2015, nos governos de Eduardo Braga, Omar Aziz e José Melo.

De acordo com informações dos órgãos envolvidos, foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão em empresas e residências da capital amazonenses, além de um mandado de prisão temporária em nome da ex-secretária de Infraestrutura Waldívia Alencar.

Segundo informações do Estadão, o MPE/AM indica que Waldívia e sua família acumulou durante esses seis anos de gestão 23 imóveis em diversos estados, o que somam cerca de R$11 milhões. Este número pode ser ainda maior, chegando a 40 imóveis.

A ação faz parte de uma investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) contra um esquema de corrupção por meio de licitações fraudulentas e contratos superfaturados em diversas obras em todo o Estado.

Deixe um comentário