Funcionário do Einstein vazou dados de autoridades com Covid em perfil pessoal

Funcionário do Einstein vazou dados de autoridades com Covid em perfil pessoal

Funcionário do Einstein vazou dados de autoridades com Covid em perfil pessoal

O acesso a informações de 16 milhões de pessoas infectadas ou com suspeita de Covid-19, incluindo as principais autoridades do país, foi divulgado no perfil pessoal de Wagner Santos, cientista de dados do Hospital Albert Einstein, na plataforma github, usada por programadores para hospedar códigos e arquivos, informa o Estadão.

O jornal usou logins e senhas divulgados pelo funcionário para acessar, por exemplo, telefones de contato e endereços de Jair Bolsonaro, Michelle Bolsonaro e João Doria. No caso de pessoas internadas, foi possível também acessar informações confidenciais do prontuário médico.

As informações estão num banco de dados do Ministério da Saúde, que firmou parceria com o Einstein para um projeto de apoio ao desenvolvimento do SUS. O hospital disse que não tem acesso ao banco de dados e que o funcionário ficava baseado no Ministério da Saúde.

A pasta já trocou as senhas e vai investigar o caso junto com o hospital. Ao Estadão, Wagner confirmou que publicou a planilha com logins e senhas para fazer um teste, mas que esqueceu de apagar o conteúdo na plataforma.

Deixe um comentário