O deputado federal Pablo propõe que investigação na CPI do BNDES tenha apoio da Polícia Federal

O deputado federal Pablo propõe que investigação na CPI do BNDES tenha apoio da Polícia Federal

Foi instalada na tarde de quarta-feira (27), na Câmara Federal, a CPI que investigará os atos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Anúncios

A CPI tem 27 membros, entre eles o deputado federal do Amazonas, delegado Pablo Oliva (PSL). O parlamentar participou da instalação da CPI e fez questão de integrar o grupo que investigará os atos do BNDES.

Antes de ser eleito deputado federal em 2018, Pablo era delegado da Polícia Federal no Amazonas, onde atuou nas investigações da operação Maus Caminhos, que combateu o crime organizado e a corrupção no governo do Amazonas.

O parlamentar defendeu a participação da Polícia Federal na CPI, cuja investigação deve se estender a outros países como Venezuela, Cuba e Angola, onde existem contratos do BNDES. “Temos que fazer uma investigação técnica. Passar um pente fino nos contratos do BNDES”, afirmou o deputado. “Por isso a participação da Polícia Federal é tão importante. O órgão desenvolveu grande experiência na investigação de atos de corrupção”, acrescentou Pablo.

A CPI do BNDES terá prazo de 120 dias e investigará atos entre os anos de 2003 a 2015, que compreende os governos dos ex presidentes Lula e Dilma Roussef.

Deixe um comentário