Rádio Nacional do Alto Solimões completa 13 anos neste domingo

Rádio Nacional do Alto Solimões completa 13 anos neste domingo

Rádio Nacional do Alto Solimões completa 13 anos neste domingo

A Rádio Nacional do Alto Solimões comemora neste domingo (15) 13 anos de prestação de serviços, utilidade pública, música e muita informação na região do Alto Solimões, no Amazonas.

A emissora é a mais nova da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e foi fundada em 15 de dezembro de 2006 na cidade de Tabatinga. A implantação se deu após pedido da população por meio do Fórum de Desenvolvimento Sustentável do Alto Solimões, que solicitou ao Ministério da Integração Nacional um projeto que atendesse à necessidade de comunicação entre os povos da região.

A diretora de Jornalismo da EBC, Sirlei Batista, ressalta a importância da rádio para integração da população do Alto Solimões com o restante do país. “Há 13 anos, a Rádio Nacional do Alto Solimões conecta ao restante do Brasil os brasileiros de nove municípios desta região distante dos grandes centros. O exemplo mais recente desta integração foi a transmissão, ao vivo, em rede, do jogo final da Libertadores da América. A Rádio Nacional do Alto Solimõesprova, mais uma vez, ser um meio de comunicação rápido, de fácil compreensão e, sobretudo, uma fonte confiável de informação”, disse.

Para o gerente-executivo da Rádio Nacional, Luciano Seixas, a emissora é primordial para a integração da região. “A Rádio Nacional do Alto Solimões é de extrema importância num contexto de integração, atendendo às comunidades locais com informações importantes e prestação de serviço”. E completa: “A visão estratégica da EBC de ser uma empresa de comunicação relevante para a sociedade, torna-se nítida e muito bem representada por meio da Rádio Nacional do Alto Solimões”, analisa.

Atualmente, a equipe da emissora é formada por seis pessoas: os apresentadores e produtores Otto Farias, Kátia Franco, Alessandro Laranhaga, o operador de áudio Moisés Arevalo, o técnico de transmissores Messias Arévalo e a coordenadora Miss Lene Ferreira. Essa equipe produz 31 horas de conteúdos regionais por semana para os programas Alô Fronteira, Repórter Solimões, Recados, Sentinela da Fronteira e Tarde Cabocla.  Nas demais horas, a emissora entra em rede com a Nacional da Amazônia.

Para a coordenadora da Rádio Nacional do Alto Solimões, Miss Lene Ferreira, a presença da rádio fortalece a comunicação e identidade brasileira na região. “É o momento de reafirmarmos o compromisso com esse projeto de comunicação que preza pelo interesse público em benefício da população do Alto Solimões, contribuindo para o desenvolvimento da região, levando notícias, utilidade pública, educação, cultura, gerando saúde, aproximando os povos, fortalecendo a identidade brasileira na fronteira com a Colômbia e Peru”, avalia.

Localizada na região da tríplice fronteira, a rádio alcança ouvintes no Peru, na Colômbia e em nove municípios brasileiros: Amaturá, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Fonte Boa, Jutaí, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, Tabatinga e Tocantins.

Fonte: Agência Brasil

Deixe um comentário