Wassef abandonou defesa de Flávio Bolsonaro

Wassef abandonou defesa de Flávio Bolsonaro

Wassef abandonou defesa de Flávio Bolsonaro


Em entrevista para o canal CNN Brasil neste domingo (21), depois de apresentar versões que não param em pé sobre os passos de Fabrício Queiroz, preso na última semana, o advogado Frederick Wassef anunciou que deixará a defesa do senador Flávio Bolsonaro.

Anúncios

“Assumo total responsabilidade e estou saindo do caso, subestabelecendo para outro colega. Ficarei fora do caso para que não me usem”, disse Wassef.

Ele alegou que estava sofrendo ataques com vistas a atingir o presidente Jair Bolsonaro. Minutos depois da entrevista, Flávio Bolsonaro confirmou a saída: “A lealdade e a competência do advogado Frederick Wassef são ímpares e insubstituíveis. Contudo, por decisão dele e contra a minha vontade, acreditando que está sendo usado para prejudicar a mim e ao presidente Bolsonaro, deixa a causa mesmo ciente de que nada fez de errado”.

Na entrevista à CNN Brasil , Wassef se esforçou para tentar isentar o presidente Jair Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro de qualquer responsabilidade sobre a prisão de Fabrício Queiroz em uma casa de sua propriedade em Atibaia na quinta-feira (18).

Mas afirmou exatamente o que Bolsonaro não gostaria que fosse dito: que ele atua como advogado do presidente da República.

Wassef também disse que não sabia que Queiroz estava em sua casa no dia da prisão, mas garantiu que 50 dias antes ele perambulava pelo Rio de Janeiro. Ou seja, ele sabia de todos os passos de Queiroz, menos sobre quando ele foi parar na sua residência.

Deixe um comentário