Zé Ricardo: ‘Salve-se quem puder. Vai faltar vacina para os mais pobres’

Zé Ricardo: ‘Salve-se quem puder. Vai faltar vacina para os mais pobres’

Zé Ricardo: ‘Salve-se quem puder. Vai faltar vacina para os mais pobres’

A Câmara dos Deputados aprovou há pouco o requerimento de urgência para apreciação do projeto de lei que permite à iniciativa privada a compra de vacinas contra a covid-19 e o uso de parte dos imunizantes em seus funcionários.

Anúncios

O deputado federal pelo Amazonas, José Ricardo (PT) afirmou em sua rede social, que é “Salve-se quem puder” para a realidade do projeto em questão. A expectativa é de que o texto seja votado ainda nesta terça-feira (6).

“É a falência do Estado e a força dos mais ricos. De novo os mais pobres estarão fora. Os deputados que apoiam o projeto não tem coragem de cobrar  Bolsonaro”, escreveu o parlamentar.

Mais cedo Zé Ricardo, disse que junto com a bancada do PT na Câmara cobrou mais agilidade do Governo Federal na aquisição de vacinas. Mas além da aquisição a vacinação está lenta.

“O Amazonas usou pouco mais da metade das doses recebidas (51%). É necessário acelerar. O povo quer ser vacinado logo”, salientou o parlamentar.

A proposta da PL da aquisição de vacinas por empresas é um substitutivo elaborado pela deputada Celina Leão (PP-DF), em que determina que as empresas podem comprar vacinas contra a covid-19 e optar entre dois caminhos para o uso particular dos imunizantes: ou devem doar metade do que adquiriram ao Sistema Único de Saúde (SUS) ou devem promover a vacinação dos parentes em primeiro grau dos funcionários, além dos próprios empregados.

A legislação atualmente em vigor determina que 100% das doses adquiridas pelo setor privado devem ser repassadas ao SUS, até que os grupos prioritários estejam integralmente vacinados.

*Com dados Gazeta do Povo

Deixe um comentário